COMO AJUDAR

Castre seu bichinho

Castre seu bichinho Sabia que muitos dos animais que estão hoje nas ruas são filhos, netos e bisnetos de um animal que tem ou teve dono?

Se o seu cachorro ou gato não é castrado, ele estará ajudando na reprodução da espécie. Se a sua cadela ou gata não é castrada, ela entrará no cio e terá filhotes por uma questão instintiva. Os filhotes serão cuidados até o momento de serem doados e depois disso você não tem mais como saber o que acontecerá por toda a vida deles. Eles podem continuar se reproduzindo, podem ser abandonados, podem ser vítimas de maus tratos.

Se você tem um animal de estimação que já teve pelo menos uma ninhada, você pode ser responsável por aproximadamente 60 mil novos animaizinhos – esse é o número dos descendentes que apenas uma fêmea pode gerar no seu período reprodutivo.

Por isso, a Apata não pode lutar sozinha contra o problema da superpopulação de animais. Todos somos responsáveis e devemos fazer a nossa parte.

Se você tem um animal de estimação, castre-o. A cirurgia é segura, feita sob anestesia por um médico veterinário. O pós-operatório é simples, desde que as recomendações médicas sejam seguidas.

Se você não tem um animal de estimação, ajude a custear uma castração. A população com menor poder aquisitivo geralmente não consegue pagar o valor da cirurgia.

Muitas pessoas acham que a castração é ruim para o animal, mas na verdade ela traz diversos benefícios:

Para os machos:

  • Acabam as fugas atrás de fêmeas no cio, assim seu animal fica menos exposto a acidentes;
  • Os hormônios que acentuam a agressividade e a dominância do território não são mais produzidos, por isso ele vai brigar menos com outros machos;
  • Diminui a necessidade de urinar para demarcar território;
  • Evita tumores nos testículos e na próstata;
  • Evita que ele tente "cruzar" com a perna de alguma visita ou familiar.

Para as fêmeas:

  • Ela não entra mais no cio, por isso não é mais procurada e disputada pelos machos das redondezas;
  • Evita os tumores mamários e uterinos;
  • Evita a piometra, uma infecção uterina grave;
  • Evita doenças que podem ser transmitidas sexualmente.

A castração é considerada o método mais humanitário de controle da população animal – evitando ninhadas indesejadas, evita-se o assassinato, o abandono e os maus tratos.

EVENTOS DA APATA

Confira aqui os eventos que a Apata realiza para promover a conscientização sobre a proteção animal e arrecadar recursos.

APATA NA MÍDIA

Imprima este panfleto e coloque na caixa de correspondência daquele vizinho que pode estar cometendo maus tratos com seu animal.

VAKINHA DA APATA

Esclareça suas dúvidas sobre a Apata, nossa forma de atuação e outras questões relacionadas ao trabalho voluntário de proteção dos animais.